Ponto de fuga

É um apartamento de esquina, o sol atravessa o dia todo olhando pra cá.  A vista da janela, de onde agora escrevo, possui um entardecer magnífico, entremeado por ruas que impedem as sombras dos prédios. Mas, em seu horizonte, bem lá no finalzinho desse céu em queda, há um hospital imponente, que interrompe a paisagem. O ponto de fuga é inevitável.

|

Quer comentar?

Campos necessários *

*
*