Adeus, Setembro

Apenas um trecho (que li por acaso) de Canções basta:

Quando meu rosto contemplo,
o espelho se despedaça:
por ver como passa o tempo
e o meu desgosto não passa.
Amargo campo da vida,
quem te semeou com dureza,
que os que não se matam de ira
morrem de pura tristeza?

Cecília Meireles.

|

Quer comentar?

Campos necessários *

*
*