A revolução dos idiotas

Entre 9:21 e 9:46, justamente o final do video.

A lucidez e serenidade de Plínio Marcos é admirável. Transcrevendo, ele disse que “o homem tá vivendo uma crise de identidade. Quando o homem perde sua identidade, ele não sabe realmente o que ele quer, então tudo nele é maluco. Você veja, o amor dele é romanciado, não existe amor, é projetado como …, o sexo dele é compulsório, o trabalho dele é mecânico, as metas dele são sempre individuais.” (Não decifrei aquela palavra, se você souber qual é, por favor).

Me impressionei com a precisão desse comentário e quis destacá-lo. O programa todo não é legal, então? Claro que é, assista tudo já (inclusive o comentário do Paulo José, logo na sequência, sobre a indústria musical). Apenas que de tudo que eu ouvi ali isso bateu mais forte.

Este video é a segunda parte (de três) do programa Documento Especial – A Revolução dos Idiotas (link espalhado, ontem cedo, no twitter). O Documento Especial era um programa da Manchete que várias vezes baseou-se em frases e conceitos de Nelson Rodigues. A sua estreia foi em 1989 e este aqui foi ao ar em 1992 e retransmitido pelo Canal Brasil, não sei quando.

|

Quer comentar?

Campos necessários *

*
*