As ondas

“Agora vou embrulhar minha angústia dentro do meu lenço. Vou amassa-la numa bola apertada. (…) Vou levar minha angústia e deposita-la nas raízes sob as faias. Vou examina-la, pegá-la entre meus dedos. Não me encontrarão. Comerei nozes e procurarei ovos entre as sarças, meu cabelo ficará emaranhado e vou dormir sob as sebes, bebendo água das poças, e morrerei lá.”

Virginia Wolf, em As Ondas.

|

Quer comentar?

Campos necessários *

*
*